Uma pesquisa realizada recentemente pela Bain & Company, com mais de 400 companhias, revelou que a migração de 50% das suas cargas de trabalho para cloud é um objetivo de empresas que realmente buscam redução de custos. No entanto, o estudo revela também que a situação ainda está longe do ideal para os CIOs (Chief Information Officer), já que as empresas transferem, em média, apenas 18% da carga de trabalho.

Embora conheçam os inúmeros benefícios de se investir na computação em nuvem, entre elas a praticidade e agilidade no TTM (Time To Market), muitos têm receio de inovar. A questão é: Por quê?

shutterstock_1287897351-310x174A pesquisa indica que os CIOs hesitam no que consideram uma grande mudança cultural dentro da empresa, além da dificuldade de escolher o modelo certo de Nuvem, entre as alternativas de nuvem pública, privada ou híbrida. A verdade é que todas têm suas vantagens e, por isso, realmente é importante avaliar a que melhor atende suas necessidades. A Cloudster, por exemplo, oferece uma equipe especializada, com arquitetos de nuvem, consultores e especialistas em desenvolvimento para entender seu negócio, e se coloca como braço direito do CIO neste desafio. Desta forma, você consegue maximizar seu investimento em TI ganhando eficiência operacional sem ter que lidar com o fardo de manter-se sempre atualizado quanto a evolução da tecnologia e das boas práticas.

O que sua empresa não pode, em hipótese alguma, é ficar atrás da concorrência. CIOs que apostam na Nuvem estão, acima do que tudo, investindo no progresso e competitividade dos negócios. Chegou a hora de o CIO deixar de lado decisões cotidianas de TI para promover inovação. Confira algumas características da Nova TI que servem de base para o CIO nessa busca por inovação:

 

  1. Uma TI transformada, tem como foco a entrega de aplicações e ferramentas de negócio com agilidade, segurança, escalabilidade e boa relação custo x benefício com alta performance e disponibilidade.
  2. O CIO deve ser especialista na análise dos dados empresariais como forma de antecipar tendências tecnológicas e suportar decisões;
  3. Promover através de parceiros a integração de sistemas legados com soluções inovadoras capazes de agregar valor ao negócio.
  4. A TI (Tecnologia da Informação) passa a ser TN (Tecnologia dos Negócios). Os gestores são os responsáveis por esta transformação promovendo inovação e ganho de competitividade ainda que com orçamentos limitados.
  5. É prioridade avaliar a possibilidade de terceirização de atividades de TI tendo Cloud Computing como o motor impulsionador desta transformação.
  6. E por fim, o CIO como agente de inovação contínua. A TI deixa de ser voltada ao negócio e vira o negócio.

 

Entenda como a Cloudster pode ajudar o seu negócio com soluções inovadoras de computação em nuvem. Lembre-se, somos especialistas em Cloud Computing e estamos prontos para ouvir e discutir seus desafios.

 

unnamed

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>